21 de ago de 2012

Transbordada



Transbordada.
Na exatidão plena,
sem resto para a expressão.
Com você, a mim
não falta nada.
Exceto a palavra.
A plenitiude
tão milimetricamente exata,
não excede
um poro sequer.
A linguagem,
só da boca dolorida.
Débil súplica pela sobra,
banaliza o júbilo.
Só afirmo o amor
quando recuso o verbo.
Do encontro, tudo.
das palavras, nada.